terça-feira, 1 de junho de 2010

Coração extremista

Há quem goste do dia
Pois a noite tristeza lhe dá.
Há quem de dia dormia
Para a noite admirar.

Há quem goste do bacalhau salgado
Ou o amargo do café
Há quem prefira o doce do melado
Pois amarga a vida já é.

Dia frio,
Chocolate quente.

Dia quente,
Cerveja gelada.

Estrelas no céu.
Estrelas do mar.

Aos extremos!
Assim te amo
Ou te odeio
Quando junto amanhecemos.



Raquel de Carvalho

9 contaram o que pensaram:

Juju disse...

O que seria da vida sem os extremos, as diferenças e os gostos variados? Eles dão o tempero à vida!
Parabéns por conseguir expressar de forma tão poética as dicotomias da vida!!!
AMEI....bjus

Lucão disse...

Oxe,
Adorei esse!
:)

Kel, suas poesias estão cada vez melhores... incrível!

Ana B. disse...

dia frio,
chocolate quente.

foi meu dia hj

x)

parabéns, mto gracinha
xD

tonhOliveira disse...



Dia frio "mate quentchê"!

Extrem........................................♥!

"
I............♥............you
you............♥............me?
"

beij♥ ← nele!

Vanessa Dâmaris disse...

Ameei,eu me identifiquei muitooo!!

Beijoos;**

Raquel de Carvalho disse...

Juju... falou bonito hein!!! Que bom que gostou, obrigada!

Lucão, obrigada, querido! Beijos

Ana B., hummm...que delicia, adoro chocolate quente!!! Obrigada!

Tonho, adoro suas visitas, obrigada!!!

Vanessa, beijosss, queridaaa!

Sr do Vale disse...

Que venha o dia a noite, e tudo que pode ter.

Fátima disse...

Oi Raquel, faz dia que não venho te dar um abraço (sinta-se abraçada..rs)

E viva a diversidade!
E tua poesia.

Beijos

Cateretê disse...

Muito bom Raks! parabéns!!

Emerson